Trading

Realizando Trades com Canais

Canais oferecem ótimas oportunidades de negócios aos traders que sabem aproveitar seus sinais. A maioria das situações descritas neste artigo utilizará como exemplo um mercado em tendência de alta. Entretanto, todos os conceitos são também perfeitamente válidos para um mercado em queda.


Um canal é formado por duas linhas. Uma primeira linha conecta uma série de fundos, enquanto que uma segunda linha, paralela à primeira, conecta uma sequência de topos. A inclinação do canal pode ser acendente, descendente ou mesmo horizontal. Canais são formações mais completas do que linhas de tendência. Uma primeira vantagem dos canais é que eles definem limites bastante objetivos de preços, tanto para entrada quanto para saída.


Conforme esperado, a técnica de canais pode ser aplicada em qualquer tempo gráfico, utilizando-se da característica fractal dos mercados. Assim, um canal traçado é tão válido em gráfico semanal quanto em em um gráfico de 15 minutos. Um ponto interessante, contudo, é que quanto maior a duração do canal mais significativo ele é. Um canal ativo por um tempo considerável e conectando diversos topos e fundos, tem uma importância grande e tanto o teste de um dos seus extremos quanto seu eventual rompimento representam eventos consideráveis na análise do índice/ativo.


No gráfico abaixo temos Gerdau PN (GGBR4) em um canal ascendente iniciado em maio de 2004. Observe como a linha inferior serviu diversas vezes como suporte, enquanto que a linha superior foi resistência em várias oportunidades.



Técnicas de Operação


Existem diversas estratégias de operação de canais e com certeza um analista que estude essas formações perceberá outras maneiras e variações para explorar a tendência. A seguir alguns mecanismos operacionais são apresentados. Lembre-se, no entanto, de sempre utilizar Stop e adotar uma política de gerenciamento de seu capital.


Suporte e Resistência em Canais


Conforme mencionado, a linha inferior em um canal tende a ser uma zona de pressão compradora e a linha superior uma região de pressão vendedora. Dessa observação, uma das maneiras mais diretas de operar canais é comprar próximo ao suporte (linha inferior) e vender quando nos aproximamos da resistência (linha superior).


Analisando esses topos e fundos dentro de um canal com o auxílio de outros indicadores, em especial osciladores, como IFR e estocástico você perceberá que, muitas vezes, os indicadores sinalizarão um estado de sobrecompra ou sobrevenda. Essa indicação reforça as chances de reverão na extremidade do canal.


Uma outra técnica interessante é a conjunção de candles com canais. Note no gráfico acima que na última vez em que a GGBR4 testou a parte superior do canal, ela o fez através da sombra de uma Shooting Star, um padrão de reversão de candles. Dessa forma, encontrar um padrão de reversão nas proximidades de uma extremidade reforça a chance de que o suporte/resistência se manterá.


Falsos Rompimentos


As vezes durante a evolução de um canal acontece um falso rompimento, ou seja, um dos extremos é perdido temporariamente, apenas para em seguida os preços retornarem para o interior do canal. Um exemplo pode ser visto também no canal mostrado e reproduzido abaixo, veja o falso rompimento circulado em vermelho.



Esses falsos rompimentos, muitas vezes fazem com que o Stop do trader seja acionado. Mas, de forma alguma isso deve servir de desculpa para o não posicionamento da ordem. Um rompimento verdadeiro de um canal, frequentemente, acontece com rapidez e com grande volume, ou seja, a não utilização do Stop pode significar um prejuízo considerável para a carteira.


Contudo, vamos analisar o significado de um falso rompimento com o exemplo acima. Os compradores conseguiram levar o preço até a zona de resistência. Para vencer essa zona é necessário, normalmente, uma nova leva de compradores para combater a força vendedora existente naquele nível. Os bulls conseguem vencer a barreira em um primeiro momento e contam com a ajuda de alguns Stops acionados de investidores que estavam na venda e agora estão cobrindo posições, entretanto, a força vendedora mostra-se mais consistente e empurra os preços de volta. O raciocínio aplicado aqui é simples, mas eficiente: se os compradores não conseguem passar deste ponto a alta não tem como continuar, a força dos vendedores foi superior. O mercado então realiza um recuo e acumula até o outro extremo do canal.


Um falso rompimento, portanto, demonstra que a força de um dos lados chegou ao seu limite, o que indica uma boa possibilidade de realizar bons negócios agindo pela ponta vencedora, pelo menos em um prazo curto. Quando acontece um falso rompimento o alvo de preços (target) é o lado oposto do canal.


Aproveitando o Rompimento Verdadeiro


O canal oferece oportunidades de trades também quando ele é efetivamente rompido. Observe o gráfico abaixo, 60 minutos, da Brasil telecom (BRTO4).



Durante o percurso do canal de baixa acontece um falso rompimento que leva, na sequência, ao teste da região de suporte. Entretanto, quando os preços voltam a testar a linha superior, os compradores conseguem levar os preços para além da linha de fronteira. Acontece a reação de volta à linha (pull-back) para, finalmente em seguida, superar o topo formado no candle de rompimento com um forte candle branco e pôr um final definitivo no canal de baixa.


Uma boa estratégia para operar rompimentos de canais é, portanto, esperar o acontecimento de retorno à linha rompida. Se a linha segurar, a ordem pode ser posicionada ligeiramente acima do topo gerado no rompimento inicial.


Essas são algumas técnicas para explorar os canais. Você os encontrará com frequência nas suas análises. Teste as técnicas e defina a estratégia ideal para seus ativos, seus mercados e seu perfil. O sucesso e a recompensa virão para aqueles que unirem estudo, metodologia e disciplina.


Bons negócios!




No mundo das médias móveis Técnicas de Utilização do Volume

Fique por dentro do mercado financeiro assinando nossa Newsletter.


Rua Dr. Timóteo, 782.
Porto Alegre - RS, Brasil
(51) 3014-8272 comercial@nelogica.com.br
CNPJ: 05.898.757/0001-68

Carregando...