Trading

Planejamento de Trades

A melhor maneira de se atingir um determinado objetivo é, antes de colocar qualquer estratégia em ação, identificar os passos verdadeiramente necessários para a obtenção dos resultados desejados. É dessa maneira que agem as empresas de sucesso e assim agiram os generais vitoriosos nas batalhas da história.


A questão que fica é a seguinte: por qual razão a maioria dos traders não faz o mesmo para a guerra do mercado financeiro? A razão passa por falta de disciplina, mas os principais motivos são desinformação e também o fato de que muitos não encaram o ato de operar com a seriedade necessária.


Não podemos negar que existem aqueles que querem mais é se divertir com o sobe e desce das ações. Para esses, bolsa de valores é um tipo sofisticado de brinquedo. No entanto, os demais participantes do mercado que realmente desejam viver de renda variável ou alavancar seus ganhos mensais devem adotar a postura adequada para alcançar o sucesso.


O planejamento é fundamental para evitar o repetimento de erros e para controlar o intenso fluxo de emoções que surgem a cada momento. Um bom plano de trade deve evoluir com o tempo e ser constantemente reavaliado. A seguir, estão relacionadas um conjunto de regras que visam ajudar na construção de seu planejamento.


1. Considere os Aspectos Pessoais


O plano de trade é seu não de seu amigo ou vizinho. Ele deve refletir o seu estilo e seu perfil de investidor. Não adianta utilizar o plano "testado" de um conhecido baseado em venda a descoberto e day-trade se você prefere operações um pouco mais longas e não se sente confortável ou não domina os conceitos envolvidos.


2. Preparação Mental


Como foi sua noite de sono? Existe alguma coisa perturbando você? Está se sentindo bem para o esforço intelectual do dia? Somos seres humanos e para enfrentar o mercado temos de estar em boas condições mentais. Caso contrário, é preferível deixar o computador de lado por um tempo. É melhor deixar de operar um dia do que permitir que um mau momento cause um grande dano em sua conta de investimentos.


3. Teste Seu Sistema


Antes de, efetivamente, lançar suas ordens no mercado simule suas operações. O teste virtual com cotações reais recebe o nome de paper trading e pode ajudá-lo a identificar falhas graves. Nesse ponto é comum descobrir que determinadas técnicas são muito mais eficientes em alguns ativos do que em outros e assim acabamos refinando e aperfeiçoando nossas estratégias.


4. Gerenciamento de Risco e Objetivos


Quanto de seu capital estará sendo arriscado? Qual o percentual de perdas máximo aceitável de sua conta de investimentos por mês? Essas questões dependem de sua tolerância ao risco e de seu perfil. Existem regras que ajudam o trader a administrar esses fatores, como a regra do 2% e 6%.


Seus objetivos também devem estar na ponta da língua. Quando atingir um determinado percentual de ganhos vai sair incodicionalmente? Vai esperar o mercado virar? Tenha de maneira clara essas respostas e não se esqueça que quando entramos em um trade extamos em uma situação de risco/recompensa. Qual relação está boa para você? 2:1? 3:1? Este tópico tem forte relação com o próximo.


5. Defina Regras Claras de Saída


Muitos traders (a maioria) passam a maior parte do tempo procurando pontos de entrada, deixando o estabelecimento de como e quando sair em um segundo nível de importância. Muitos, inclusive, não aceitam uma posição perdedora e continuam comprados ou vendidos na esperança do mercado virar. Não torne o trade algo pessoal, se seus stops foram atingidos você estava errado. Traders profissionais bem sucedidos perdem muitas vezes, mas o gerenciamento de risco faz com que o saldo no final do mês seja extremamente positivo.


Antes de entrar na operação saiba onde estão suas saídas. Uma delas é seu stop. Um stop mental não tem a força de um stop escrito junto ao planejamento de trade, portanto, anote-o em seu caderno ou computador. A outra saída pode ser seu alvo de lucro, quando chegar lá liquide uma parte e levante o stop com o restante. Seja qual for sua estratégia o importante neste ponto é não devolver o que já ganhou, você já venceu o trade, cuide para não entregar seu prêmio.


6. Defina Regras Claras de Entrada


Suas condições de entradas podem ser subjetivas, mas procure torná-las as mais objetivas possíveis. A interpretação é parte importante, mas quando existem 20 condições diferentes e todas dependem de sua avaliação as coisas ficam difíceis e pouco claras.


Um exemplo de regra de entrada é a seguinte: "Se o sinal X for disparado em uma região de suporte e o alvo de preços for 3 vezes maior que meu stop, então comprar".


7. Auto-avaliação e Registros


Durante nossa vida escolar, acadêmica e profissional passamos por diversas avaliações. Elas permitem que identifiquemos os pontos falhos a serem melhorados. No mercado, temos de ter uma maneira de qualificar a nossa atuação em cada trade. Eventualmente, descobrimos que fazemos ótimas entradas e péssimas saídas. Essa informação é muito preciosa, pois mostra, claramente, o ponto correto de intervenção.


Para uma avaliação correta é preciso registrar cada passo tomado. Por qual motivo a entrada foi feita dessa maneira? Qual era o cenário técnico? Bons traders mantém sempre bons registros de suas operações. Escreva tudo que considerar importante e também alguns detalhes. Exemplos são: entrada e saída do trade, padrão e/ou condição técnica utilizada, níveis de suporte e resistência, status psicológico, descrição da abertura do mercado, etc.


O mercado financeiro como outras profissões e competições gera, diariamente, vencedores e perdedores. O planejamento é fundamental para encarar as adversidades de maneira adequada e assim ter uma grande vantagem. Uma última dica, mas tão importante quanto as outras é a seguinte: de nada adianta fazer um planejamento e não seguí-lo. Ele não pode ficar na gaveta, seu lugar é necessariamente ao seu lado ou ocupando um espaço de destaque na sua tela. Como dito anteriormente, ele pode e deve ser modificado, aprimorado e evoluído. Contudo, essas alterações devem acontecer após o fechamento do mercado. Durante o pregão o planejamento é a lei.


Ótimos negócios!


Equipe Nelogica




Tipos de Divergências A Física do Mercado

Fique por dentro do mercado financeiro assinando nossa Newsletter.


Rua Dr. Timóteo, 782.
Porto Alegre - RS, Brasil
(51) 3014-8272 comercial@nelogica.com.br
CNPJ: 05.898.757/0001-68

Carregando...