Trading

Métodos de colocação de Stop

Trading é um jogo de probabilidades e, sendo assim, muitas vezes as nossas operações poderão dar errado. Desta maneira, só nos restam duas opções: aceitar que estavamos errados e liquidar as posições com um prejuízo administrado ou afundar junto com o navio.


Utilizar ordens de stop é muito importante. Isso fica evidente ao trabalhar com percentuais, onde pode-se perceber a dificuldade de recuperação de qualquer prejuízo. Quanto maior o prejuízo, exponencialmente maior será o montante necessário para recuperá-lo.



Tabela 1 - Prejuízo vs. Lucro para recuperar


Ordens de Stop bem colocadas resolvem este problema, impedindo que o investidor perca muito em uma única operação. Isso alinhado a um bom método para gerenciar riscos é um grande trunfo para o trader.


Existe uma pergunta chave que ajuda o trader a colocar o Stop em uma posição adequada: a partir de qual preço posso considerar que a minha opinião estava errada?


Neste artigo, veremos algumas técnicas que auxiliam o trader no posicionamento dos stops.


Stop Rígido


O tipo de stop mais simples é o rígido. Para utilizá-lo, define-se um valor fixo para além do preço de entrada, abaixo da cotação quando em operações na ponta comprada e acima dos preços quando na ponta vendida. Por exemplo, quando é definido que o stop de uma operação com índice futuro ficará sempre a uma distância de 50 pontos da cotação de entrada.


Como os mercados são dinâmicos, muitas vezes, os stops rígidos podem não ser tão eficientes. Isso é fácil notar quando a volatilidade está alta, o mercado fazendo movimentos abruptos tanto para cima como para baixo. Assim sendo, é importante avaliar o nível de volatilidade para colocar um stop rígido com a proporção adequada.


ATR %


O ATR % pode ser utilizado por qualquer tipo de trader, o tamanho do stop é definido através de um percentual da average true range. ATR é uma media da TR, configurando-se como uma excelente medida de volatilidade para um determinado período de tempo.


True Range (TR) é um pedaço do movimento entre dois períodos, sendo o maior número entre as condições abaixo:


  1. O valor máximo atual menos o valor mínimo atual.
  2. O valor absoluto da seguinte operação: máximo atual menos o fechamento anterior.
  3. O valor absoluto da seguinte operação: mínimo atual menos o fechamento anterior.

A figura 1 mostra um exemplo de cada uma destas situações. O valor do TR é sempre positivo.



Figura 1 - funcionamento da medida True Range


Entendendo o funcionamento da TR, pode-se perceber que a plotagem do indicador ATR é muito simples. Basta fazer a média das últimos TR (usualmente 20 períodos) e desenhar este resultado em um gráfico de linha.


Para utilizar a metodologia de stop ATR %, pega-se um percentual da ATR como tamanho de stop.


Múltipla Máxima/Mínima do período


Este método é muito utilizado por trend followers, seguidores de tendência que geralmente são swing traders ou position traders. O conceito é simples: para uma posição comprada, coloca-se o stop a um número pré-determinado de mínimas. Em posições vendidas, coloca-se o stop a um número pré-determinado de máximas (com frequência, utiliza-se 2 períodos).


Devido a simplicidade do método, ele é utilizado, frequentemente, como trailing stop (stop móvel).


Fechamentos abaixo/acima de níveis de preço


Outro método muito difundido para colocar stops é abaixo ou acima de níveis de preços (suportes e resistências). Não é nenhum nível pré-definido. O stop só é definido quando o preço fecha acima ou abaixo de um suporte/resistência ou qualquer outro nível específico de preço.


O contra desta metodologia é não ter a possibilidade de mensurar com precisão o tamanho do risco que está sendo incorrido na operação. De forma análoga, também impossibilita o cálculo da relação entre lucro e prejuízo (payoff).


Stop com saída confirmada por outro indicador de força


A principal ideia desta técnica de stop é aguardar algum sinal de força ou fraqueza do mercado antes de sair da operação. Pode-se ter um nível de preço pré-definido como stop, porém, só deve-se sair da operação se outro indicador mencionar fraqueza.


No gráfico abaixo (Figura 2), temos o índice Bovespa com um nível de preço pré-definido para stop (trigger em 52.900 pontos) e o indicador IFR. Pode-se notar na figura que os preços romperam esse nível e logo após voltaram a subir (circulado na cor verde). No entanto, neste momento o indicador IFR estava oscilando entre os níveis 30 e 70 (circulado em vermelho), impedindo a execução do stop.



Figura 2 - gráfico do índice Bovespa (diário) com o indicador IFR


Neste exemplo foi utilizado o indicador IFR, contudo, pode-se utilizar qualquer outro indicador que denote a força no mercado.


Considerações Finais

É fundamental utilizar stops. Existem diversos tipos de stops e, desta forma, o trader deve procurar o mais adequado para o uso de acordo com o tipo de operação, estado do mercado e métricas de gerenciamento de risco.




Operando Breakouts Falsos O que a abertura do mercado nos diz

Fique por dentro do mercado financeiro assinando nossa Newsletter.


Rua Dr. Timóteo, 782.
Porto Alegre - RS, Brasil
(51) 3014-8272 comercial@nelogica.com.br
CNPJ: 05.898.757/0001-68

Carregando...