Trading

Entendendo as Ordens Emuladas no Terminal e os Riscos Associados

Os sistemas de negociação eletrônica atuais são formados por diversos sistemas de software interligados que trocam informações entre si. Dentre esses sistemas, três são fundamentais para compreender o fluxo de execução de uma ordem, são eles: a plataforma de negociação, o OMS e o sistema da bolsa (match engine).

Não entraremos em descrições exaustivas de todas as particularidades, pois o principal é o entendimento dos papeis e do funcionamento geral, sendo assim:

  • Plataforma de negociação: trata-se do software instalado em seu computador, que fornece dados do mercado (market data), gráficos, ferramentas analíticas e de negociação. No caso da negociação eletrônica, o trabalho da plataforma é tipicamente coletar de maneira eficiente os dados (ativo a ser negociado, compra/venda, tipo de ordem, etc.), transformá-lo em um pacote de dados específico e entregar ao software OMS. O protocolo utilizado chama-se FIX (Financial Information Exchange);

  • OMS (Order Management System): o OMS normalmente é um software administrado pela corretora, rodando em seu datacenter. Ele trabalha em conjunto com o sistema de risco e cumpre uma série de funções, tais como: interpretar o pacote FIX recebido, verificar junto ao sistema de risco de pode aceitar determinada ordem, gerenciar o disparo de alguns tipos de ordens STOP, encaminhar a ordem para execução no sistema da bolsa;

  • Sistema da bolsa (match engine): sistema que recebe todas as ordens do mercado e procura fazer o casamento (matching) entre compradores e vendedores. Toda vez que duas partes se encontram em zona de preço de acordo é gerado um trade, esse trade é comunicado de volta ao OMS que o retransmite para a plataforma de quem emitiu a ordem.

Tendo em vista essa estrutura básica, entraremos agora em nosso tema alvo. De maneira resumida, quando o sistema da bolsa não suporta/possui determinado tipo de ordem é preciso implementá-la no OMS. Se o OMS, da mesma forma, não suporta/possui determinado tipo de ordem uma alternativa para fornecer a funcionalidade é realizar a implementação no terminal.

Dessa forma, a inteligência de gerenciamento da ordem está executando diretamente no computador do usuário. Essa característica traz uma série de considerações importantes, que podem alterar o resultado final esperado.

Principais Riscos à Execução Adequada

Conforme colocado, embora rica em funcionalidades e correta em nível de implementação de software, existem diversas situações que podem gerar um resultado final diferente do esperado na execução de uma ordem ou automação operacional via terminal. O importante é o trader ter ciência do funcionamento e dessas particularidades e acompanhar de perto a execução (tipicamente usada para operações de daytrade). Afinal, existem diversos fatores externos incontroláveis que podem impactar a negociação. Seguem algumas situações (lista não exaustiva):

  • Após disparar a ordem o usuário encerra o programa: a plataforma deve estar em funcionamento para poder executar a estratégia, pois a inteligência não está em nível de servidor e sim local;

  • O computador entra em estado de “sleep”, hibernação ou outro similar, impossibilitando a operação do software. Além disso, ao retornar do estado de inatividade o mercado estará em uma situação diferente podendo gerar uma nova intervenção, distante do desejado;

  • Falta de energia elétrica, com consequências potenciais conforme as descritas anteriormente;

  • Congelamento do computador por problema de hardware, com consequências potenciais conforme as descritas anteriormente;

  • Congelamento do computador por problema de software externo, com consequências potenciais conforme as descritas anteriormente;

  • Interferência na conectividade causada por antivírus ou firewall;

  • Problemas de conectividade: interrupções e/ou flutuações de internet de qualquer natureza. Nessas situações também as ordens não poderão ser efetivamente gerenciadas;

  • Lentidão no computador causada por consumo excessivo de recursos como memória, processador, disco ou outro insumo computacional. As latências geradas podem ser o suficiente, por exemplo, para “perder” determinado nível de preços;

  • Velocidade/estabilidade da conexão da internet: especialmente com mercados muito voláteis, a conexão pode não ser o suficiente para garantir a resultado esperado, visto que entre a informação de market data chegar ao terminal e, por exemplo, um cancelamento de ordem ser disparado, existe tempo suficiente para ordens que já foram enviadas serem executadas antes do cancelamento da ordem chegar ao OMS;

  • Qualquer oscilação ou falha no OMS da corretora tornará impossível a execução.

Conforme colocado, essas são apenas algumas das situações. É importante entender o funcionamento desses recursos e entender como os sistemas interagem para fazer o melhor uso possível. Recomendamos sempre acompanhar de perto a realização das operações.

Exemplo com a Ordem OCO (One Cancels the Other)

A ordem OCO é um tipo de ordem emulada (portanto, sujeita às observações feitas anteriormente), muito útil por fornecer um stop loss e gain simultâneo. O trader pode especificar a partir da execução de uma ordem de compra/venda um número de ticks desejado para o preço de loss e o gain. Esses ticks podem ser assimétricos, por exemplo, 3 para gain e 2 para loss.

Vamos analisar, no entanto, a seguinte situação. Suponhamos que determinado trader criou uma estratégia OCO no contrato corrente do dólar para uma operação curta, especificando 1 ponto de gain e 1 ponto de loss. A entrada é então realizada e ambos os stops acionados e enviados para o OMS.

O mercado volátil então realiza um movimento abrupto. Em poucos milissegundos, descendo um ponto e na sequência subindo 2 ticks. A rapidez do mercado fará, possivelmente, com que as duas ordens já posicionadas sejam executadas, uma vez que isso ocorrerá antes que a ordem de cancelamento emitida pelo terminal atinja o OMS e por consequência a bolsa.

O objetivo deste exemplo é ilustrar como a própria velocidade do mercado pode gerar situações em que mesmo tudo estando correto exista um desvio do objetivo final.



Simulador (Introdução)

Fique por dentro do mercado financeiro assinando nossa Newsletter.


Rua Dr. Timóteo, 782.
Porto Alegre - RS, Brasil
(51) 3014-8272 comercial@nelogica.com.br
CNPJ: 05.898.757/0001-68

Carregando...