Trading

Utilizando cruzamento de médias de maneira mais eficiente

A média móvel aplicada ao gráfico de preços é uma das metodologias mais utilizadas dentro da análise técnica, desde os tempos em que surgiram os computadores pessoais. Existem diversas maneiras de utilizar as médias, entre elas, por meio da análise de cruzamentos.


Cruzamento Tradicional


Tradicionalmente, as médias móveis são calculadas com os preços de fechamento, em consonância com os princípios de Dow. De acordo com a teoria, os preços de fechamento são considerados os mais relevantes. O fechamento representa o consenso final dos participantes do mercado ao final do pregão.


Uma nova maneira?


No entanto, e se utilizarmos alguma outra medida do preço? Por que apenas o fechamento? Afinal, o cálculo de uma média móvel também pode ser realizado usando abertura, máxima ou mínima. Por intermédio de médias móveis oriundas de preços de diferentes naturezas (abertura; máxima; mínima; fechamento) pode-se desenvolver setups mecânicos. Vejamos melhor este conceito nos parágrafos abaixo.


Utilizando-se de um setup com duas médias móveis aritméticas de curto prazo, uma aplicada às aberturas e outra aplicada aos fechamentos, podemos ter um bom panorama da força de qualquer movimento, seja ele altista, seja ele baixista. Isso acontece porque o espaço (range) existente entre aberturas e fechamentos representam um território conquistado.


Analisando o comportamento das barras de forma sistêmica, se os preços estiverem fechando acima das aberturas, os compradores provavelmente estão ganhando a batalha pela disputa de território. Agora, se os preços estiverem fechando abaixo das aberturas, os vendedores provavelmente estejam vencendo a batalha. Comparando-se uma média de abertura com uma média de fechamento de periodicidades iguais pode-se ter uma visão mais ampla desta batalha por território, no intervalo de tempo em questão.


Neste método, utilizamos, portanto, duas médias móveis aritméticas de cinco períodos, uma aplicada nas aberturas (vamos chamar de MMA(5), onde A é de abertura) e outra nos fechamentos (MMF(5), onde F é de fechamento). Vejamos abaixo o funcionamento deste método:


  • Quando a MMF(5) cruzar de baixo para cima a MMA(5), temos um viés altista. Isso significa que a média dos últimos cinco fechamentos é superior à média das últimas cinco aberturas. Paralelamente, fornece um parecer de se, em média, nos movimentos de alta, as mínimas e máximas continuam se comportando de forma ascendente em relação aos outros períodos.
  • Quando a MMF(5) cruzar de cima para baixo a MMA(5), temos um viés baixista. Isso significa que a média dos últimos cinco fechamentos é inferior à média das últimas cinco aberturas. Também nos dá uma boa noção de se, em média, nos movimentos de baixa, as máximas e mínimas continuam se comportando de forma descendente em relação aos outros períodos.

    • Aplicações

      Exemplo 1


      No gráfico abaixo (Figura 1, índice Ibovespa – time frame diário), tem-se em vermelho MMA(5) e em verde a MMF(5). Podemos perceber que sempre que a média verde cruzou de cima para baixo a média vermelha, o movimento subsequente foi baixista e sempre que a verde cruzou de baixo para cima a média vermelha, o movimento seguinte foi altista.


      Figura 1 – Médias móveis de diferentes naturezas aplicadas no IBOV – time frame diário

      Exemplo 2

      Na figura 2 (gráfico do índice Dow Jones – time frame diário), a linha vermelha é uma MMA(5) e a verde é uma MMF(5). Circulamos áreas de congestão, regiões em que o mercado estava lateralizando. Nenhum tipo de média móvel deve ser utilizada para emitir sinais de compra ou de venda em mercados que estão em congestão (acumulação ou distribuição).


      Pode-se notar, no gráfico da figura2 que, quando a MMF(5) (verde) ficou acima da média MMA(5) (linha vermelha), o mercado fez longos movimentos de alta. Já quando a média verde ficou abaixo da média vermelha, o mercado realizou fortes movimentos baixistas.


      Figura 2 – Média móvel aritmética aplicada nos preços de abertura utilizada junto a uma média móvel aritmética aplicada nos preços de fechamento – Dow Jones (time frame diário)

      Exemplo 3 – Sinais de compra e de venda


      Na Figura 3 (gráfico do Dow Jones Americas Index – periodicidade diária), pode-se perceber que a MMA (5), linha vermelha, quando utilizada em conjunto com a MMF (5),linha verde, é excelente para emitir sinais de compra e venda quando o mercado está numa tendência definida. No gráfico abaixo (Figura 3), os sinais de compra estão sinalizados com uma seta verde e os sinais de venda com uma seta vermelha. Quando a linha verde cruzou de baixo para cima a linha vermelha, foi emitido um sinal de compra e, quando a linha verde cruzou a linha vermelha no sentido contrário, foram emitidos sinais de venda. Nas áreas entre linhas amarelas, o mercado estava em congestão.


      Figura 3 – Trading System com médias móveis emitindo sinais de compra e de venda – gráfico do Dow Jones Americas Index no time frame diário


      Considerações finais


      Não foi por acaso que um dos primeiros indicadores a ser largamente estudado e aplicado na análise gráfica após o advento dos computadores pessoais foi a média móvel. As médias são muito importantes, uma vez que configuram excelentes medidas de tendência central para os preços.


      É importante romper o paradigma de que o fechamento é a única grandeza a ser avaliada por meio de médias móveis. A composição entre os diferentes elementos trazem informações, por vezes, ainda mais claras sobre a tendência e a projeção de movimentação dos preços.


      Bons Negócios!




      Fibonacci Fan O After Market

Fique por dentro do mercado financeiro assinando nossa Newsletter.


Rua Dr. Timóteo, 782.
Porto Alegre - RS, Brasil
(51) 3014-8272 comercial@nelogica.com.br
CNPJ: 05.898.757/0001-68

Carregando...