Indicadores & Estudo

A técnica do Envelope

Os ativos tendem a oscilar em torno de uma média de preços. Essa média possui um efeito atrator, ou seja, por vezes o ativo se afasta (para cima ou para baixo), mas com o tempo retorna ao equilíbrio. Conhecer a situação corrente de um papel em relação a uma média base é, definitivamente, uma informação importante para a identificação de oportunidades. O indicador Envelope foi desenvolvido com esse intuito, prover uma noção do grau de "desequilíbrio" dos preços e assim revelar situações interessantes de operação.


Conceito de Envelope


Visualmente, o envelope é um canal em torno de uma média móvel (MM). O posicionamento das linhas ocorre a uma distância percentual dessa média. Assim:


  • Linha superior = MM + MM x Coeficiente
  • Linha inferior = MM – MM x Coeficiente

Não existe regra para determinar o valor do coeficiente. Sua definição deverá ser feita para cada tempo gráfico e ativo como veremos mais adiante.


Diferença entre Envelope e Bandas de Bollinger


O envelope é bastante semelhante em forma a outro tradicional indicador, as bandas-bollinger. No entanto, existe uma diferença fundamental que é a resposta à volatilidade. Com um aumento da volatilidade as bandas de Bollinger expandem-se, enquanto que em um mercado mais calmo elas sofrem um processo de estreitamento. O mesmo não ocorre com o Envelope. Como esse indicador conta com percentuais constantes, não existe o mesmo tipo de sensibilidade.


Segundo o famoso trader e escritor Alexander Elder, as Bandas de Bollinger são mais adequadas para operações com opções, uma vez que a volatilidade desempenha um papel crucial em sua precificação. Para ações e futuros, Elder acredita que o Envelope é um indicador mais apropriado por manter um comportamento mais regular em relação aos níveis de preços.


´

Interpretação e técnicas de operação


Os limites de um envelope podem ser vistos como linhas que demarcam o terreno do mercado. A linha superior representa o limiar de otimismo, ou seja, até onde os compradores conseguem levar os preços acima de uma média base. A linha inferior nos remete ao raciocínio contrário, ou seja, até onde os vendedores conseguem mover os preços abaixo da média de equilíbrio.


Assim, para a utilização adequada dos Envelopes a primeira coisa a fazer é calibrar os parâmetros do indicador de modo a atingir uma boa representação do que podemos chamar de zona de contenção do mercado. A zona de contenção nada mais é do que uma região que abriga os movimentos de preços em 90% ou 95% das vezes. O processo de identificação dos limites da zona é feito através da variação do coeficiente percentual do Envelope, na base da boa e velha tentativa e erro. Não precisamos ser matematicamente precisos nesse momento, basta que inspecionando visualmente o gráfico seja fácil dizer que as bandas envolvem a vasta maioria dos movimentos.


No gráfico de Bradesco PN (BBDC4) abaixo tem-se um exemplo de Envelope mal definido. Observe que por diversas vezes os preços superam os limites das bandas do indicador (muito mais que 10% do tempo). A linha azul central é a média móvel, enquanto que as linhas verdes são as linhas do Envelope.



O ajuste necessário para a utilização adequada do indicador neste caso passa necessariamente pelo aumento da zona de contenção. Dessa forma, mantendo-se a média em 21 períodos exponencial tão somente realiza-se a ampliação do parâmetro percentual para 7% (anteriormente estava em 3%). Observe no gráfico a seguir que essa calibração está apropriada para o ativo Bradesco no tempo Diário, outros ativos e mesmo a simples alteração da periodicidade trarão a necessidade de novos ajustes.



Com a zona de contenção definida podemos utilizar o Envelope na identificação de oportunidades de operação. Costuma-se utilizar dois métodos que variam em relação a seus níveis de agressividade: o método de excesso de preços e o método da média.


Método de excesso de preços


O método de excesso de preço é semelhante ao utilizado em osciladores como o IFR. A técnica consiste em detectar momentos de maior vulnerabilidade potencial a correções altistas ou baixistas. Considerado a média como uma região de equilíbrio, teremos:


  • Condição de excesso de venda: os preços atingem a linha inferior do Envelope, sinalizando a possibilidade de correção altista até a região da média. Possível oportunidade de compra.
  • Condição de excesso de compra: os preços atingem a linha superior do Envelope, sinalizando a possibilidade de correção baixista até a região da média. Possível oportunidade de venda.

No gráfico a seguir, estão assinaladas com setas verdes momentos em que os preços se aproximaram da linha inferior do Envelope sugerindo vulnerabilidade altista. A ocorrência de outro sinal técnico (como um padrão de candle ou um pivot de alta em um tempo gráfico inferior) aumenta a confiabilidade da operação. O alvo de liquidação do trade é a região da média móvel.



Método da média


Nesta variação do uso do Envelope o foco está no comportamento da média móvel, da seguinte maneira:


  • Média móvel ascendente: compra na região da média e saída nas proximidades da linha superior.
  • Média móvel descendente: venda (short) na região da média e saída nas proximidades da linha inferior.

A idéia básica é formar uma posição na zona de consenso e liquidar quando o mercado estiver longe o suficiente para sugerir um desequilíbrio. No gráfico abaixo temos as operações de compra (setas verdes) e vendas (setas vermelhas) assinaladas.



A experiência mostra que este método gera operações mais frequentes, mas com um grau de confiabilidade inferior. Cabe ao analista também eliminar definições subjetivas, tais como “proximidade da banda”. O ideal é analisar o comportamento do indicador para cada ativo e literalmente descrever as características e variações que geram os melhores resultados.


Observações finais


A calibração é a chave do bom uso do Envelope, ou seja, o tempo gasto no entendimento dos parâmetros é certamente um bom investimento. É sempre interessante também aliar outros sinais técnicos complementares que contribuam com o processo de decisão.


Ótimas análises e negócios!

Equipe Nelogica


Indicador Aroon Indicador OBTR

Fique por dentro do mercado financeiro assinando nossa Newsletter.


Rua Dr. Timóteo, 782.
Porto Alegre - RS, Brasil
(51) 3014-8272 comercial@nelogica.com.br
CNPJ: 05.898.757/0001-68

Carregando...