Indicadores & Estudo

No Mundo das Médias Móveis

O uso de médias móveis na análise técnica é como jogar futebol ouir ao cinema, nunca sai de moda. Mas, isso tem um motivo e ele é bastante simples: médias móveis são úteis. Existem diversos tipos de médias como aritmética (ou simples), exponencial, ponderada, Welles Wilder, etc. Nosso foco neste artigo estará nos dois primeiros tipos, visto que são os mais utilizados e produzem ótimos resultados.


Uma média, como o nome diz, mostra o valor médio de uma amostra de determinado dado. Uma média móvel aritmética (MMA) éuma extensão desse conceito, representando o valor médio, normalmente dos preços de fechamento, em um período de tempo.



Na fórmula acima, V representa os diferentes preços, enquanto que N é a janela de tempo sobre a qual se constrói a média. O parâmetro Né muito importante quando trabalhamos com médias móveis na análise gráfica, pois é a variável que iremos ajustar para obter melhores resultados. Modificando seu valor, a média irá responder mais ou menos rapidamente às variações de preços.


Mas, por que média móvel? A palavra móvel está presente pelo fatode que quando uma cotação entra no cálculo outra cotação sai. Por exemplo, se estamos usando uma média de 20 barras e surge uma nova cotação a última dessas 20 cotações é excluída do cálculo, enquanto que amais recente entra. Assim, a média "movimenta-se" através do gráfico.


Abaixo temos a fórmula da média móvel exponencial (MME).Preço representa o fechamento do dia de hoje e MMEontem é o valor anterior da média móvel exponencial e K é uma variável dependente do período N como pode ser visto.



Ao contrário da média simples, na exponencial os dados mais novospossuem uma importância superior. Além disso, os valores mais antigos não são diretamente descartados quando passam a constar fora da janela de cálculo. Eles mantém uma participação no valor da média exponencial que vai ficando cada vez menor com o tempo.


Que Tipo de Média Utilizar?


A resposta para esta pergunta não é simples. Em seu livro "Techical Analysis Explained" Martin Pring apresenta dados estatísticos que mostram uma maior efetividade das médias aritméticas sobre as exponenciais no mercado acionário americano entre 1968 e 1987. Os critérios utilizados para esse estudo estão além do escopo deste artigo.Alexander Elder, em seus clássicos "Trading for a Living" e "Come Into My Trading Room" defende o uso preferencial de médias exponenciais.


O principal argumento apresentado por Elder é que a média simplesé muito sensível às variações do mercado, pois seu valor recebe uma influência dupla quando um novo dado chega: a inclusão do novo preço e odescarte do mais antigo. Em uma média exponencial o efeito dos preços antigos permanece e vai desaparecendo com o tempo, além disso o dado maisrecente possui um peso maior, fazendo com que a média reflita de maneira mais adequada o humor atual do mercado.


Usando Médias Móveis


Existem indicadores chamados seguidores de tendênciase as médias móveis pertencem a esta classe. Esses indicadores possuem uma inércia natural, ou seja, não foram projetados para apontar reversões rapidamente. Para sinalizar mudanças rápidas é aconselhável o uso de osciladores como IFR, estocástico e outros.


A primeira informação importante fornecida por uma média móvel é sua inclinação. Uma média móvel ascendente mostra um mercado comprador, enquanto que uma média descendente indica um mercado vendedor. Posicione-se de acordo com o que a média indica, pois ela tende a refletir de maneira adequada o comportamento dos investidores.


Por ser um indicador seguidor de tendência existe um momento no qual não devemos usar as médias móveis. Que momento é esse? O mercado seguidamente se coloca em acumulação, movendo-se lateralmente entre limites de preço. Nesses movimentos, a aplicação das médias só é possível em períodos muito curtos e mesmo assim existe uma chance considerável de obtenção de sinais errados, pois não há uma tendência definida a ser seguida.


Médias Móveis Como Suporte e Resistência


A média móvel é uma representação suave datendência, uma vez que ela filtra oscilações menores. A média éuma região de suporte/resistência natural e uma de suas principais técnicas de utilização é formação de posição nas proximidadesda média em uma tendência de alta. Nessa região o mercado tende a buscar forças para uma nova subida.



Observe o gráfico da Telemar (TNLP4) acima entre março e junho de2003. Uma média exponencial de 22 dias nos sinalizou 5 oportunidades decompra até perder a inclinação ascendente. Não é preciso dizer que essatécnica de operação é válida também para mercados em queda, nos quais devemos vender quando acontece o repique até a média móvel descendente.


Para a aplicação dessa técnica o analista pode utilizar-se de outros recursos como comprar na vizinhança da média apenas quando aparecer um candle de reversão. Note no gráfico que no quinto toque na média aparece também a figura de um martelo. Qual mecanismo auxiliar utilizar em conjunto com a média fica a critério de cada trader,de acordo com sua metodologia e ferramentas.


Cruzamentos (Crossovers)


Uma outra classe de métodos de utilização das médias móveis é através de cruzamentos. Quando os preços cruzam a médiamóvel de baixo para cima é dado um sinal de compra e quando cruzam de cima para baixo uma venda é sinalizada. Veja o gráfico abaixo da Gerdau (GGBR4). Os preços partem para a parte superior da média em uma nova tendência de alta.



Uma importante questão é saber quando o cruzamento é verdadeiro.Algumas vezes, os preços rompem a média e em seguida retornam de volta ao lado original, gerando um sinal falso. Novamente, não existe regra fixa para identificar a validade dos cruzamentos. Alguns tradersdefinem que o rompimento é verdadeiro quando os preços superam por um percentual a média (por exemplo, 3%). Outros preferem aguardar 1 ou maisfechamentos na nova região, se o mercado consegue manter-se acima/abaixo após o cruzamento o sinal ganha força.


Além do cruzamento dos preços outra técnica usada é o cruzamentoentre duas médias, uma longa e uma curta. Suponha que a média longa seja de 22 barras e a curta de 11. Quando a média de 11 superar a de 22 cruzando para cima, tem-se um sinal de compra, de maneira semelhante, cruzando para baixo um sinal de venda é caracterizado. Nestavariação, é importante que ambas estejam inclinadas na mesma direção.


Adaptando a Janela de Tempo


Conforme dito anteriormente, a janela de tempo do cálculo da média móvel é o parâmetro a ser ajustado em busca de melhores resultados. Como na maior parte das ferramentas da análise técnica não existe regra exata para dimensionar a média, mas é preciso buscaro equilíbrio para o mercado, o ativo e tempo de operação visados. Esse equilíbrio é importante pois:


  • Quanto maior o período mais suave é o comportamento da média e mais imune a ruídos e movimentos curtos ela estará. No entanto, se for grande demais pode responder de maneira muitolenta à mudanças significativas no mercado.

  • Quanto menor o período de maneira mais próxima a média seguirá os preços. Contudo, se o período for pequeno demais a média estará excesssivamente exposta às variações de preços, perdendo sua utilidade como seguidora de tendências.

Como descobrir então com qual média operar? Trabalhando e utilizando a técnica de tentativa e erro. Comece, por exemplo, com um período como 22 (aproximadamente o número de pregões em um mês) ou 30 para um gráfico diário. Varie o valor e veja se a resposta do indicador foi superior ou inferior do que no teste anterior. O processo é semelhante a sintonizar um rádio com aqueles antigos sistemas analógicosnos quais era preciso girar um botão.


Boa sorte, bons estudos e ótimos negócios.


Equipe Nelogica




Conheça o Estocastico Fibonacci Fan

Fique por dentro do mercado financeiro assinando nossa Newsletter.


Rua Dr. Timóteo, 782.
Porto Alegre - RS, Brasil
(51) 3014-8272 comercial@nelogica.com.br
CNPJ: 05.898.757/0001-68

Carregando...