Indicadores & Estudo

Klinger Volume Oscillator

O indicador Klinger Volume Oscillator foi desenvolvido por Stephen J. Klinger e apresentado ao público num artigo para o MTA Journal. Esse indicador vem sendo amplamente utilizado nos mercados de ações e de commodities. Ele é útil para detectar, no fluxo de dinheiro, tendências de médio e longo prazo.


Conceito

O Klinger Volume Oscillator (KVO) é um indicador de alto nível que pode ser classificado na categoria dos osciladores. Ele compara o incremento ou declínio de volume com o movimento dos preços, gerando um gráfico que reflete essa relação. A construção deste oscilador é baseada em médias móveis. Seu funcionamento e interpretação lembra a do MACD. Ele pode ser representado, também, na forma de histograma, que é a diferença entre a linha KVO e sua média móvel (trigger line), conforme detalhado a seguir. O KVO é baseado em dois princípios:


  • Variação nos preços (price range) - Mede a força de um movimento por intermédio da soma entre a máxima, a mínima e o fechamento de um período. Acumulações ocorrem quando a soma do período corrente é superior a do período anterior. Distribuições ocorrem quando a soma atual tem um resultado inferior quando comparada a do período anterior. Quando não há variação no valor da soma, provavelmente, a tendência vigente permanecerá.
  • Volume - Este é o principal fator que faz os preços se movimentarem. Ele reflete fielmente as pressões compradora e vendedora. O KVO quantifica nas ações que estão acumulando ou distribuindo, o volume. Algumas vezes o KVO indica, por intermédio da ascensão do volume, uma acumulação antes mesmo do fundo se formar. O mesmo é válido para os topos.

Entendendo o Indicador

O KVO é um indicador de confirmação. Ele utiliza em seu cálculo a máxima, a mínima, o fechamento e o volume para mensurar a força do volume (FV). Por intermédio da subtração de duas médias móveis exponenciais (EMA), uma rápida e outra lenta (EMA rápida subtraída da EMA lenta), ambas aplicadas na FV, obtem-se a linha KVO. O indicador é utilizado em conjunto com uma média móvel exponencial de treze períodos (configuração original) aplicada na linha KVO . Essa média móvel é a linha de sinal (trigger line) utilizada como referência para o cruzamento, sendo essa a referência a ser analisada na busca de sinais de compra e venda. As linhas são plotadas como osciladores. Os sinais que o indicador emite são úteis tanto em cruzamentos quanto em divergências com os preços. Este indicador pode, também, ser apresentado na forma de histograma, que é a diferença entre a linha KVO e sua média móvel (trigger line).


Interpretação

O Klinger Volume Oscillator é um indicador de confirmação e deve ser utilizado em conjunto com outros indicadores. O KVO é utilizado para confirmar pullbacks, a força de uma tendência e regiões de sobrecomprado e sobrevendido. Pode ser utilizado, também, em divergências. Quando ocorre uma divergência neste indicador em relação ao gráfico de preços, significa que o volume e os preços não estão confirmando a tendência em vigor e, consequentemente, uma possível reversão na direção dos preços é esperada. É interessante que sejam utilizados outros indicadores no setup para aguardar que a reversão seja confirmada. Comumente, os operadores utilizam outras ferramentas como, por exemplo, linhas de tendência (LTAs e LTBs) e médias móveis para confirmar a tendência. Frequentemente utiliza-se o KVO para confirmar a tendência que outros indicadores estão indicando. A interpretação deste indicador, neste artigo, está dividida em duas sessões, sendo uma para pullbacks e outra para confirmação de força de tendência, dar viés de alta ou baixa, identificar regiões de sobrecomprado/sobrevendido, divergências (esta segunda sessão está subdividida em critérios).


Pullbacks

O sinal de pullback é dado quando, em tendências de alta, nos movimentos de reação baixista a linha KVO:


  • Aproximar-se da linha zero;
  • Desacelerar a queda;
  • Voltar a subir e cruzar a linha de sinal (trigger line) de baixo para cima.

No gráfico abaixo (Figura 1), estão sinalizados no gráfico de preços com setas os pontos de pullback com suas confirmações circuladas no indicador.



Figura 1 - Gráfico do índice Bovespa (diário) com o indicador KVO


Já em tendências de baixa, o sinal de pullback é dado quando nos movimentos de alta a linha KVO (se ela estiver ascendente e no momento inicial abaixo da linha zero):


  • Aproximar-se da linha zero;
  • Desacelerar a alta;
  • Voltar a cair e cruzar a linha de sinal (trigger line) de cima para baixo.

No gráfico abaixo (Figura 2), estão sinalizados no gráfico de preços com setas os pontos de pullback com suas confirmações circuladas no indicador.



Figura 2 - Pullback no IBOV sinalizados pelo KVO


Identificando a força da tendência, o viés (altista ou baixista), convergências e divergências

Existem diversos critérios para a interpretação do KVO, quando este for plotado em forma de linhas. Vejamos abaixo:


  • Quando a linha KVO ficar acima do eixo zero, indicativo de alta;
  • Quando a linha KVO ficar abaixo do eixo zero, indicativo de baixa.
  • Se a linha KVO cruzar de baixo para cima a linha de sinal (trigger line), o viés é altista;
  • Quando a linha KVO cruzar de cima para baixo a linha de sinal, a expectativa é baixista.

Em divergências, isto é, quando o gráfico de preços está em tendência de alta e a linha KVO em tendência de baixa, o viés é baixista;


Se o gráfico de preços estiver em tendência de baixa e a linha KVO em tendência de alta, a expectativa é que, provavelmente, surja uma reversão nos preços.


Quanto mais critérios forem observados simultaneamente, melhores são os sinais emitidos pelo indicador. Quando plotado em forma de histograma, a visualização fica simplificada, restando apenas um critério para análise. O histograma quantifica os outros fatores e simplifica a análise do indicador ? quando o histograma fica abaixo da linha zero, o viés é baixista, e quando o histograma fica acima da linha zero, o viés é altista. O tamanho das barras sinaliza força: quanto maiores, mais forte está a tendência ? muitas vezes, durante as barras muito longas, o mercado já está sobrecomprado ou sobrevendido.


Paralelamente, pode-se observar que a leitura somente do histograma pode fazer com que sejam perdidas boas oportunidades. No gráfico abaixo (Figura 3), pode-se observar isso:



Figura 3 - Comparativo entre linha e histograma no indicador KVO


No gráfico da Figura 3, no indicador KVO linha, a linha KVO estava em divergência com os preços (viés de baixa - reversão), linha rosa no indicador. Da mesma forma, outro critério que também dava uma expectativa de baixa, era a linha KVO (azul) abaixo da linha de sinal (vermelha) - circulado em amarelo. Já no indicador KVO histograma o viés ainda era altista, ou seja, as barras estavam acima da linha zero -circulado em branco.


Para uma interpretação rápida e completa deste indicador, fica interessante utilizá-lo em linhas e em histograma simultaneamente, como no gráfico abaixo (Figura 4)



Figura 4 - Gráfico do IBOV (diário) com o KVO (linha e histograma)


Exemplo

No gráfico abaixo (Figura 4), pode-se observar o indicador KVO emitindo excelentes sinais de divergência (linhas amarelas), ao passo que a linha KVO (linha azul) estava emitindo viés altista ao cruzar a linha de sinal pra cima (na primeira divergência), e baixista na segunda divergência (assim que a linha KVO cruzou para baixo a linha vermelha).



Figura 5 - KVO no gráfico do índice Bovespa (apontando divergências)


Considerações Finais

O Klinger Volume Oscillator (KVO) é um indicador de confirmação e, desta forma, deve ser utilizado em conjunto com outros indicadores. De acordo com estudos aprofundados, ele apresenta melhor desempenho para detectar reversões de longo prazo em topos e fundos, como pode ser observado no gráfico da Figura 5. Da mesma forma, é uma excelente ferramenta para a confirmação de pullbacks (Figura 1 e Figura 2).


Como o KVO é um indicador de confirmação, ele deve ser integrado ao setup de análise junto a outros indicadores, e recomendamos muita parcimônia na hora de utilizá-lo.


Bons negócios!




Lucrando com a Bollinger Squeeze Linha de avanço e declínio

Fique por dentro do mercado financeiro assinando nossa Newsletter.


Rua Dr. Timóteo, 782.
Porto Alegre - RS, Brasil
(51) 3014-8272 comercial@nelogica.com.br
CNPJ: 05.898.757/0001-68

Carregando...