Indicadores & Estudo

O Indicador MACD

O MACD é um indicador popular desenvolvido por Gerald Appel. Embora sua utilização seja bastante difundida, nem todos conhecem suas verdadeiras características e assim desperdiçam uma ótima ferramenta técnica. Neste artigo você vai entender como o MACD é formado e, principalmente, como utilizá-lo como um fiel ajudante no acompanhamento de tendências.


Entendendo o MACD


A primeira coisa a observar sobre o indicador são as informações fornecidas pelo seu nome, MACD (Moving Average Convergence/Divergence) é uma sigla para convergência/divergência de médias móveis, já indicando que outros indicadores (médias móveis) são usados em sua composição.


A construção do MACD utiliza, portanto, três elementos principais:


  • Média móvel exponencial de 26 dias do preço (média longa)
  • Média móvel exponencial de 12 dias do preços (média curta)
  • Média móvel exponencial de 9 dias do próprio MACD (chamada de linha de sinalização)

Agora que temos os elementos, vamos calcular a linha do MACD. Para isso, basta subtraírmos a média móvel longa (26 dias) da média móvel curta (12 dias). O resultado será um número que irá oscilar em torno de zero, vamos analisar os possíveis resultados:


  • MACD maior que zero: Neste caso a média móvel de 12 dias é maior que a média de 26, isso significa que as expectativas mais recentes são mais favoráveis para alta que as anteriores.
  • MACD menor que zero: Neste cenário a média de 12 dias é menor que a de 26, mostrando um panorama mais relacionado a uma situação de baixa.

Exemplo: MACD


No gráfico acima, vemos na parte superior os preços e na parte inferior o MACD. O zero no MACD representa uma região na qual a oferta e demanda estão em equilíbrio. Entretanto, ainda não utilizamos um dos elementos que formam o MACD que é a linha de sinalização. Através dela iremos identificar melhor as oportunidades de compra e venda.


Sinais de Compra e Venda


A figura abaixo mostra um exemplo do MACD com sua linha de sinalização traçada na Telemar.


Exemplo: Usando o MACD


A linha de sinalização nos ajuda a identificar pontos de entrada e saída do mercado, o procedimento é o seguinte:


  • Sinal de compra: Um sinal de compra é gerado sempre que o MACD cruza para cima sua linha de sinalização.
  • Sinal de venda: É gerado sempre que o MACD cruza para baixo sua linha de sinalização.

No gráfico, a linha vertical vermelha mostra o ponto no qual o MACD gerou um sinal de venda. Apesar de não ter sido no topo, a tendência de queda prosseguiu ainda por cerca de 20 pregões. A linha verde mostra um sinal de compra, note que o sinal não surge no fundo exato (embora próximo), neste caso ele demorou dois pregões. Enquanto o MACD permanecer sobre/sob sua linha de sinalização a posição de compra/venda deve ser mantida.


Confiabilidade dos Sinais


Existem diversas ferramentas de análise técnica que podem (e devem !) ser utilizadas para reforçar uma sinalização de compra ou venda gerada pelo MACD. Uma dessas maneiras é observar a condição de compra ou venda excessiva do MACD.


Conforme dito anteriormente, a região da linha zero do MACD representa uma área de equilíbrio entre oferta e demanda. À medida que o indicador se afasta dessa região (seja para cima ou para baixo) maior é a quantidade de compras ou vendas sobre o ativo ou índice. Ao realizarmos uma inspeção histórica dos pontos máximos e mínimos que o MACD atingiu ao longo do tempo, podemos ter uma boa idéia se estamos alcançando uma posição de compra ou venda excessiva, o que facilita a ocorrência de movimentos corretivos. Assim, se um sinal de compra (venda) surgir próximo a uma região de venda (compra) excessiva, temos um indicativo mais confiável do que se manifestado em áreas próximas ao nível zero.


Outras Características Importantes do MACD


Estudamos as principais questões relacionadas ao MACD , como ele indica o momento do mercado e como podemos utilizá-lo em conjunto com sua linha de sinalização para identificar pontos de compra e venda. Contudo, para a melhor utilização da ferramenta existem fatores extras que temos de levar em consideração e assim garantir o uso adequado da técnica.


Lembre-se sempre que o MACD é bastante eficiente para acompanhar tendências. Isso significa que ele demora para mostrar reversões nos preços ou oportunidades de compra e venda próximas aos fundos e topos, sua função primordial é simplesmente indicar o que está acontecendo, possibilitando que você fique junto com a tendência atual do mercado e por consequência minimize os riscos dos seus investimentos.




Pitchfork: Descobrindo Suportes e Resistências Gráfico Renko

Fique por dentro do mercado financeiro assinando nossa Newsletter.


Rua Dr. Timóteo, 782.
Porto Alegre - RS, Brasil
(51) 3014-8272 comercial@nelogica.com.br
CNPJ: 05.898.757/0001-68

Carregando...