Indicadores & Estudo

Ichimoku Candles


A combinação dos padrões táticos do Candlestick com a estratégia Ichimoku resulta em vieses que favorecem o sucesso das suas operações.


Steve Nison (“Japanese Candlestick Charting Techniques” e “Beyond Candlesticks”) e Gregory Morris (“Candlestick Charting Explained”) enfatizam a necessidade de “contextualizar” as figuras Candlestick. Por exemplo, um padrão Candlestick de reversão para a alta é mais significativo quando ocorre em um nível de suporte, ou quando um oscilador sinaliza sobrevenda ou uma divergência de alta. Ambos recomendam combinar o Candlestick com diversas técnicas ocidentais da Análise Técnica. Retas e linhas de suporte e resistência, bandas de Bollinger, estocástico, médias móveis, são alguns dos indicadores mais utilizados. Morris fez uma pesquisa estatística (publicada em seu livro) e demonstrou que as figuras Candlestick ganham em performance quando são “filtradas” por outros indicadores técnicos.


Cada Candlestick tem o "seu lugar"?


O estudo Ichimoku Clouds é composto de cinco curvas, que analisadas de uma forma integrada, permitem uma rápida avaliação dos principais fundamentos da análise técnica, como a tendência (sua direção e força) e os principais níveis de suporte e resistência. Essa capacidade única de integração facilita o processo de contextualizar e valorizar as figuras Candlestick. Um padrão altista tem melhor performance acima ou abaixo da nuvem? Um padrão de reversão é mais eficaz próximo à linha Kijun (referência de suporte e resistência)? Um padrão de continuidade é mais forte quando a linha Chikou está acima do preço? A média de 9 (Tenkan) acima da média de 26 (Kijun) favorece os candles de alta?


Para obter uma resposta adequada para estas questões, podemos fazer uma análise estatística. Inicialmente vamos avaliar doze figuras de reversão Candlestick (posteriormente vamos incluir figuras de continuidade e outras de reversão).


Figuras de Reversão para Alta: Envolvente de Alta, Grávida de Alta, Martelo, Martelo Invertido, Estrela da Manhã e Linha Penetrante de Alta.


Figuras de Reversão para Baixa: Envolvente de Baixa, Grávida de Baixa, Enforcado, Estrela Cadente, Estrela da Noite e Nuvem Negra.


A avaliação da performance é baseada na variação diária do preço nos cinco pregões seguintes à ocorrência do padrão Candlestick.


O objetivo desta pesquisa é descobrir vieses estatísticos que possam ser explorados por investidores e traders. Ao mesmo tempo desenvolvemos um aprendizado mais profundo sobre Candlestick e Ichimoku Clouds.


O poder das sombras nas figuras de reversão


A pesquisa dos padrões “IchiCandles” compreende as atuais 67 ações que compõem o Ibovespa. Foram utilizadas duas amostragens: desde 1994 (início do Real) e os últimos 5 anos (desde 2007). Alguns papéis da amostra tem menos de 5 anos, como é o caso de LLXL3, OGXP3, HYPE3, JBSS3, MRFG3, MRVE3, BRML3, CIEL3 e SANB11.


Inicialmente a pesquisa contemplou apenas padrões de reversão, 6 de alta e 6 de baixa, simétricos. A programação dos padrões candles tem lá as suas limitações; há certa flexibilidade em relação ao padrão ideal de cada figura. Como são figuras de reversão de tendência, precisamos identificar a tendência. Foi utilizada uma média exponencial de 10 dias para definir atendência de curto prazo (o mesmo critério utilizado na pesquisa do Morris e também de Bulkowski em Encyclopedia of Candlestick Charts). As figuras de reversão para a alta (como o Martelo) devem ocorrer abaixo da média. As figuras de reversão para a baixa (como o Enforcado) devem ocorrer acima da média. Aqui também há restrições sobre o critério para definir uma tendência, mas a média exponencial é uma referência padrão.


O Ichimoku é naturalmente um instrumento apropriado para estratégia de seguir a tendência. De um modo geral, uma tendência de alta é caracterizada pela posição do preço acima da nuvem, média de 9 (Tenkan) acima da média de 26 (Kijun) e a curva Chikou (momento) acima do preço. Na tendência de baixa, o posicionamento do preço e das curvas é exatamente a posição inversa. Nestas condições, as figuras que mais se destacaram foram o “Martelo Invertido” (reversão para a alta) e o “Enforcado” (reversão para a baixa). Veja os detalhes na tabela abaixo.



Em primeiro lugar, os números mostram um viés favorável para as operações a favor da tendência principal . Como são figuras de reversão, a sinalização aparece após uma correção da tendência principal. A figura “Martelo Invertido” também tem boa performance na tendência de baixa (contra a tendência principal), mas o mesmo não ocorre com a figura “Enforcado”. Observe que de um modo geral, os retornos são crescentes ao longo dos pregões seguintes, uma evidência de que o viés é consistente.


As duas figuras são caracterizadas pelo longo comprimento de uma de suas sombras. O resultado estatístico apresenta uma evidência doviés de alta para um candle com longa sombra superior (“martelo invertido”) e do viés de baixa para um candle com longa sombra inferior (“enforcado”).


A importância do corpo nas figuras de continuidade


As principais figuras do Candlestick são padrões de reversão. Mas existem duas figuras de continuidade que merecem participar da pesquisa “IchiCandles“. Uma delas é o famoso “Marubozu“, figura caracterizada por um longo corpo sem sombra nenhuma. Mas não sejamos tão rígidos, pode ter um pouquinho de sombra, mas só em um dos lados (veja a ilustração). O “Marubozu” representa um pregão (gráfico diário) em que predominou quase que exclusivamente o lado comprador ou o lado vendedor. Portanto é uma figura bastante relevante em termos de equilíbrio. Ou melhor, desequilíbrio.



Outra figura importante de continuidade é conhecida por GAP (terminologia ocidental) e Windows ou Janelas (terminologia Candlestick). O GAP ou Windows é caracterizado por um “salto” no movimento do preço. O preço sofre uma descontinuidade, fica “um buraco” entre um candle e o seguinte. A figura ideal não permite a intersecção das sombras de dois candles consecutivos, mas admite-se (como no Marubozu) certa flexibilidade, desde que os corpos não se toquem (veja a ilustração). A classificação do GAP como um padrão de continuidade de uma tendência é controversa. Existe inclusive a famosa expressão: “todo GAP será fechado”. Mas como veremos na estatística “IchiCandles”, o GAP é eficaz como uma indicação de continuidade da tendência.


Veja na tabela abaixo (série histórica desde 1994), as 10 figuras de maior retorno médio, em um cenário altista (Preço acima da Nuvem, Tenkan acima da Kijun, Chikou acima do Preço):



Na tabela seguinte, as 10 figuras de maior retorno médio, em um cenário baixista (Preço abaixo da Nuvem, Tenkan abaixo da Kijun, Chikou abaixo do Preço):



Existem quatro figuras tipo Marubozu de alta, tanto na tendência de alta como na tendência de baixa (Open White Marubozu, Marubozu de Alta, Long White Day e Close White Marubozu). Uma primeira evidência é de que estas figuras Marubozu são tão eficazes no mercado de alta quanto no mercado de baixa. Por outro lado, a figura GAP de Alta (Janela de Alta) é relevante apenas no cenário altista. Observe que nas duas figuras de continuidade, Marubozu e GAP, o destaque é o corpo, e não as sombras, como foi o caso das melhores figuras de reversão (martelo invertido e enforcado).


A pesquisa da relação Ichimoku e Candlesticks ainda está em fase embrionária. É preciso analisar mais detalhadamente os resultados preliminares e aprofundar os cálculos estatísticos. Mas o resultado obtido até agora é bastante animador. Existe uma perspectiva positiva na sinergia entre o Ichimoku e o Candlesticks.


Ótimas análises e negócios!


Eduardo Matsura




Ichimoku e Heikin-Ashi Nelogica Pullback Finder

Fique por dentro do mercado financeiro assinando nossa Newsletter.


Rua Dr. Timóteo, 782.
Porto Alegre - RS, Brasil
(51) 3014-8272 comercial@nelogica.com.br
CNPJ: 05.898.757/0001-68

Carregando...