Indicadores & Estudo

Sistema Elder-Ray

Alexander Elder desenvolveu o indicador Elder-Ray com o intuito de fornecer ao analista uma visão mais interna e profunda do que está acontecendo no mercado. Satisfeito com o resultado alcançado, Elder batizou a técnica fazendo uma analogia aos raios X (X-Ray, em inglês).


No entanto, Elder-Ray não é exatamente um indicador no sentido mais comum da palavra. Ele pode ser mais bem caracterizado como um sistema de análise e operação, uma vez que o processo de identificação de oportunidades avalia três elementos distintos:


  • Um gráfico dos preços com uma média móvel.
  • O indicador Bear Power.
  • O indicador Bull Power.

Assim, antes de analisarmos o todo vamos compreender as partes.


Indicadores Bull e Bear Power


O primeiro componente a ser considerado no sistema Elder-Ray é a média móvel base (MME). Essa média exponencial (tamanho padrão é de 13 períodos) será usada para o cálculo dos indicadores Bull e Bear Power. A construção de ambos é muito semelhante:


  • Bull Power = Máxima – MME.
  • Bear Power = Mínima – MME.

O Bull Power procura, portanto, avaliar a distância da máxima do período até a média, o que pode ser interpretado como uma medida da força atual dos compradores. O Bear Power, por sua vez, tenta expressar de maneira análoga o poderio de fogo dos vendedores. A média móvel representa, nessas situações, a referência, ou seja, um valor de equilíbrio do mercado.


A figura 1 mostra ambos indicadores para VALE5. Sem mesmo olhar o gráfico dos preços, podemos saber quais os momentos altistas e baixistas e suas respectivas forças. Observando, por exemplo, o período de final de setembro e início de outubro é possível notar barras grandes negativas de ambos indicadores. Isso significa que a distância da máxima e da mínima de cada candle/barra está cada vez aumentando em relação à média de maneira negativa, ou seja, baixista. O contrário também é verdadeiro, o aumento do tamanho das barras no período de janeiro e fevereiro mostra um ganho de terreno positivo em relação à média móvel, ou seja, um momento altista.


Conhecendo esses dois indicadores, podemos agora entrar na metodologia Elder-Ray.



Figura 1 - Indicadores Bull Power e Bear Power



Metodologia Elder-Ray


Conforme colocado, o sistema Elder-Ray é composto por três elementos:


  1. Elder sugere que o gráfico dos preços com uma média móvel exponencial seja posicionado como a primeira janela. O valor mais tipicamente usado para essa média é de 21 períodos. O objetivo é que ela nos ajude a visualizar a tendência corrente.
  2. A segunda janela deve conter o indicador Bull Power.
  3. A terceira janela deve conter o indicador Bear Power.

Com essa configuração montada, avaliam-se alguns critérios. O primeiro fator é a inclinação da média móvel sobre os preços. Uma média móvel ascendente indica uma situação altista, enquanto que uma média móvel descendente sugere um momento baixista. Dessa maneira, para os sinais de compra e venda existem algumas situações a serem observadas.


Situação de compra:


  • A média móvel sobre os preços deve ser ascendente.
  • Bear Power está negativo, mas aumentando.
  • Fatores de reforço:
    • Bull Power faz um topo mais alto.
    • Bear Power apresenta uma divergência baixista.

Note que essas são condições de compra, o método Elder-Ray não específica critérios tão objetivos de encerramento de posição. Para abrir uma posição de venda (shorting, operação de aluguel) as condições são reversas e semelhantes.


Situação de venda:


  • A média móvel sobre os preços é descendente.
  • Bull Power está positivo, mas caindo.
  • Fatores de reforço:
    • O Bear Power faz um fundo menor.
    • Bull Power apresenta uma divergência baixista.

A figura 2 mostra sinais de compra e venda na VALE5 segundo os critérios descritos. Setas verdes são indicativas de compra e setas vermelhas de venda. Lembre-se que esses são marcadores de abertura de posição, para a saída ou encerramento do trade deve-se buscar outras ferramentas.



Figura 2 - Sistema Elder-Ray para VALE5



Observações finais


Alexander Elder combinou um indicador de tendência com dois osciladores para criar uma metodologia que o a ajudasse a captar movimentos sob a superfície do mercado. O sistema Elder-Ray é bastante utilizado e pesquisado de forma que diversas adaptações sobre a técnica já surgiram na literatura especializada.


Uma vez que uma média móvel é utilizada como motor principal do sistema é natural que algumas carências da técnica, como o comportamento sem direção em momentos de congestão de mercado, sejam transferidas ao sistema. No entanto, quando um ativo encontra-se em tendência definida, mesmo que moderada, Elder-Ray comporta-se de maneira bastante clara.


É importante realizar testes com o método e identificar também os critérios ideais de saída de posição. Uma possibilidade colocada é observar o afastamento dos preços em relação à média móvel (mercado esticado) que pode ser visualizado também pela altura média das barras do Bull e Bear Power.


Ótimos negócios.


Equipe Nelogica




CandleCode Stop ATR

Fique por dentro do mercado financeiro assinando nossa Newsletter.


Rua Dr. Timóteo, 782.
Porto Alegre - RS, Brasil
(51) 3014-8272 comercial@nelogica.com.br
CNPJ: 05.898.757/0001-68

Carregando...