Indicadores & Estudo

Chaikin Money Flow

Com o intuito de aperfeiçoar os indicadores baseados em volume, Marc Chaikin projetou uma expansão do conhecido OBV criando o Chaikin Money Flow (CMF). A idéia central consiste em determinar se existe maior pressão de compra ou de venda sobre determinado ativo, através da comparação do valor de fechamento com o intervalo entre a máxima e a mínima do período.


Entendendo o indicador


O raciocínio por trás do Chaikin Money Flow pode ser expresso de maneira direta da seguinte forma:


  • Se o preço fechar próximo da máxima com volume crescente, o indicador aumenta de valor.
  • Se o preço fechar próximo da mínima com volume crescente, o indicador diminui de valor.

A figura 1 apresenta a fórmula do método. Os somatórios ocorrem dentro do intervalo de tempo determinado, tipicamente 21 períodos:



Figura 1 - Fórmula do Chaikin Money Flow


O CMF é um oscilador que varia entre +1 e -1, no entanto atingir qualquer um desses extremos é um evento incrivelmente raro.


Interpretação


O primeiro dado importante que o CMF nos fornece é o que podemos chamar de viés do ativo. Valores maiores que zero indicam que o lado comprador tem exercido maior pressão sobre os preços. De forma semelhante, leituras menores do que zero sinalizam maior força vendedora. As aplicações da técnica, no entanto, vão muito mais além, podendo gerar inclusive sinais objetivos de operação.


Assim, o principal sistema de uso trazido por Chaikin analisa o cruzamento do nível central:


  • Compra: um sinal de compra é gerado quando o indicador cruza o patamar 0 de baixo (negativo) para cima (positivo).
  • Venda: um sinal de venda é gerado quando o indicador cruza o patamar 0 de cima (positivo) para baixo (negativo).

Este modo de uso é bastante difundido, contudo, existem cuidados a serem tomados em função de algumas particularidades do CMF. Vamos analisá-los:


  • Saída assimétrica: em um trading system, quando o sinal de saída é exatamente o contrário do de entrada, diz-se que o sistema é simétrico. No caso do CMF, nossa experiência mostra que resultados superiores são obtidos quando a saída é assimétrica. Assim, vamos imaginar que estamos em uma operação cujo sinal de compra foi disparado de acordo com o critério descrito anteriormente (cruzamento de 0 de baixo para cima). Para a saída do trade, costuma ser melhor utilizar um conjunto de condições diferentes (como padrões de preço ou outros indicadores) do que o sinal simétrico do Chaikin Money Flow (cruzamento do nível 0 de cima para baixo).
  • Margem de confirmação: muitos autores alertam que o nível 0 promove muitos sinais falsos. Assim, sugere-se que seja utilizada uma banda nas proximidades do nível central (normalmente ±0,05) como patamar de referência para os cruzamentos.


Figura 2 - Chaikin Money Flow com cruzamento de nível


A figura 2 mostra o gráfico do banco Pine (PINE4). As linhas vermelha e verde representam, respectivamente, os níveis de -0,05 e +0,05 do CMF, usados como patamares de referência. Ao ocorrer o cruzamento é disparado o sinal correspondente assinalado no gráfico como uma seta, sendo verde para compra e vermelho para venda.


Observações


O Chaikin Money Flow é um indicador baseado em volume que pode ser uma peça importante dentro de uma sistemática de compra e venda. No entanto, é fundamental que o analista o compreenda plenamente e entenda suas virtudes e restrições. Destacamos, em especial, a observação de não se utilizar os pontos de entrada e saída e maneira simétrica.


Ótimas análises e negócios!

Equipe Nelogica


O IFR Estocástico (StochRSI) Indicador CCI

Fique por dentro do mercado financeiro assinando nossa Newsletter.


Rua Dr. Timóteo, 782.
Porto Alegre - RS, Brasil
(51) 3014-8272 comercial@nelogica.com.br
CNPJ: 05.898.757/0001-68

Carregando...